Translate

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

IBBNR - 28/09/2016 - RESULTADOS APRESENTADOS

IBBNR - 28/09/2016 - RESULTADOS APRESENTADOS

Por que estás abatida, ó minha alma? E por que te perturbas dentro de mim?
Espera em Deus, pois ainda o louvarei, o qual é a salvação da minha face e
Deus meu (Sl 43:5)

São Paulo, Brasil, 27 de setembro de 216

Prezados amigos, familiares, irmãos e leitores,
enfim,
todos os que amam a obra do Senhor e,
em especial,
a Igreja Batista Boas Novas do Rodoanel em Carapicuíba, São Paulo, Brasil:

Saudações cristãs!

(quem não tem interesse, favor deletar este e-mail imediatamente).

PROVAÇÕES
A greve dos bancos ceifa inúmeras oportunidades e acessos que poderíamos
ter. Assim, infelizmente, continuamos com 100 euros bloqueados no IBAN e sem
ofertas depositadas pelos que nos amam, têm condições e não conseguem
efetuar depósitos. Lançamos esta nossa ansiedade nas mãos do Pai Celestial.

YAKISSOBA
Para a glória de Deus realizamos no último domingo o yakissoba em prol da
construção.
Não atingimos o nosso objetivo, mas não ficamos muito aquém dele.

marmitas:

109 marmitas disponibilizadas, no valor de R$20,00 cada uma, perfazendo R$
2.180,00
Gastamos R$ 74,14 em ingredientes que não foram doados.
O valor aferido é R$ 2.105,86, sendo que R$130,00 ainda estão a receber (e
receberemos, se Deus quiser).
Uma outra realidade é que, exceto esse valor gasto, o restante foi
inteiramente doado pelos membros da igreja.

OFERTAS DO YAKISSOBA DE AMIGOS DE LONGE
Pessoas de longe doaram-nos recursos, sem a necessidade de preparar a
refeição, apenas com a finalidade de ajudar-nos nesta obra.

São eles:

R$ 50,00 - JFG/SP, a quem muito agradecemos
R$ 120,00 - Irmã I/SE, a quem muito agradecemos
R$ 300,00 - Irmã FR/SP, a quem muito agradecemos
R$ 20,00 - minha prima LC/SP, a quem muito agradecemos
R$ 60,00 - minha prima ASCG/;SP, a quem muito agradecemos
R$ 60,00 - Pr. ADF/SP, a quem muito agradecemos
-------------
R$ 610,00 - VALOR TOTAL DAS OFERTAS PARA O YAKISSOBA, DE PESSOAS DE LONGE

Conclusão:
R$ 2.180,00 pelas 109 marmitas
R$ 610,00 pelas ofertas de longe
- R$ 75,00 - ingredientes que foram adquiridos
--------------
R$ 2.715,00 - VALOR DAS OFERTAS DO YAKISSOBA, que se tornam neste momento o
valor inicial para a rampa e o contrapiso de nossa capela. O valor em conta
especificado no último e-mail exigiu o seu uso no conserto de cuba da pia,
na reinstalação de luzes, em transporte de móveis e outros gastos ainda em
andamento, finalizando o gabinete pastoral.

ANDAMENTO DA CAMPANHA
SALDO EM 19/09/2016 - R$ 913,85
ALVO PARA OUTUBRO DE 2015: R$ 13.500,00
VALOR QUE FALTA PARA COMPLETAR O ALVO: R$ 12.586,15

OFERTAS NO PERÍODO:
R$ 2.715,00 - Valor do yakissoba - seja Deus engrandecido!
R$ 100,00 - RF/SP, a quem muito agradecemos!
-------------
R$ 2.815,00 - TOTAL DE OFERTAS

SALDO EM 28/09/2016 - R$ 3.728,85
ALVO PARA OUTUBRO DE 2015: R$ 13.500,00
VALOR QUE FALTA PARA COMPLETAR O ALVO: R$ 9.771,15

Valor destinado à rampa e ao contrapiso: R$ 2.815,00

AOS QUE ORAM POR NÓS, ALGUNS PEDIDOS URGENTES

DESTE PASTOR - Estou esgotado. A conjuntura nacional e a infidelidade
eclesiástica faz com que dízimos e ofertas locais caiam a níveis
insuportáveis. Eu ,particularmente, esgotei todo e qualquer recurso e
aguardo nas misericórdias do Senhor. Peço que orem por mim, pois cheguei ao
meu limite pessoal.

DAS OFERTAS - Peço que orem para que Deus toque no coração de muitos amigos
que recebem estes comunicados, para que unam-se a nós, a mim e à igreja
local. para que consigamos o recurso necessário para esta fase de
construção.

DOS BANCOS - Peço que orem para que os bancos encerrem essa greve cruel,
para que as pessoas tenham acesso aos seus meios financeiros.

FORÇAS DO SENHOR - Peço que orem para que o Senhor dê as forças necessárias
para que cheguemos à conclusão desta construção.

Muitíssimo obrigado, amigos leitores.

Pr. Wagner Antonio de Araújo
Igreja Batista Boas Novas do Rodoanel em Carapicuíba, São Paulo, Brasil
PARA CONTRIBUIR:
BANCO BRADESCO (237)
AGÊNCIA RIO PEQUENO - URBANA SP - 2207-1
CONTA CORRENTE 16627-8
IGREJA BATISTA BOAS NOVAS
CNPJ DA IGREJA 04641377-0001/80
(obs: quando um DOC de outro banco for feito, a agência não tem dígito e a
conta corrente não precisa de hífem).

2a. OPÇÃO - PARA QUEM SÓ TEM ACESSO AO BANCO DO BRASIL
(SE USAR ESTE MEIO, ENVIE UM E-MAIL NOTIFICANDO DATA E VALOR)
BANCO DO BRASIL (001)
AGÊNCIA 4393-1
CONTA CORRENTE 83.496-3
ELAINE OKADA DE FARIAS

Uma nova modalidade de contribuição: IBAN (através de Western Union):
BR986 0746 94800 42200 0040 8883 C1
em meu nome (Wagner Antonio de Araújo)

domingo, 25 de setembro de 2016

25/09/2016 - IBBNR - O GRANDE DIA DO YAKISSOBA

25/09/2016 - IBBNR - O GRANDE DIA DO YAKISSOBA

Amigos, irmãos, leitores e familiares:

Boa tarde. Graça e paz!

Hoje é domingo, 25/09/2016.

Hoje nós oferecemos yakissoba em troca de ofertas para a construção de nosso
contrapiso e rampa da capela.

Aqui estão as fotos dos preparativos ontem, 24/09/2016.
https://www.facebook.com/media/set/?set=a.620377911466821.1073742166.100004838523642&type=1&l=a0d507ba75

Aqui estão as fotos de hoje, quando montaram as marmitas e pessoas que
esperavam a entrega.
https://www.facebook.com/media/set/?set=a.620381161466496.1073742167.100004838523642&type=1&l=573c76e735

Aqui o filme antes da montagem
https://youtu.be/w551OQtPxjg

Aqui o filme durante a montagem.
https://youtu.be/R25ekBbWOPU

Posteriormente faremos o relatório de quanto conseguimos com as marmitas.
Creio que 106 marmitas foram trocadas por ofertas. Aleluia!

Pr. Wagner Antonio de Araújo
Igreja Batista Boas Novas do Rodoanel em Carapicuíba, São Paulo, Brasil
bnovas@uol.com.br

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

memórias literárias - 365 - NA CARNE OU NO ESPÍRITO?

NA CARNE OU
NO ESPÍRITO?
 
 
Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus. (Rm 8:8)
Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele. (Rm 8:9)
 
INTRODUÇÃO
 
Quando a Bíblia fala sobre "carne", certamente aponta para algo muito específico.
 
Carne não significa o tipo de comida com a qual nos alimentamos, ainda que haja incautos que assim interpretam. Também não significa o nosso corpo humano, como que afirmando que quem está vivo não agrada a Deus.
 
Carne remonta ao primeiro homem criado por Deus, Adão, juntamente com sua esposa Eva. Ao pecarem contra Deus, tornaram-se pais de toda uma linhagem caída, a quem transmitiram hereditariamente a tendência rebelde de nossa raça. Está no sangue e na alma o desejo de rebelar-se contra o Criador, é o pecado, a inveja, a distorção do bom espírito original. A esta tendência pecaminosa a Bíblia dá o nome de "carne". A consequência da raça humana estar na carne é a sua separação de Deus e a morte, conforme afirma a Escritura: "o salário do pecado é a morte".
 
Quando o homem converte-se a Cristo, recebendo-O como Senhor e Salvador, uma nova natureza lhe é implantada, não caída, não sujeita à carne, cujos desejos e tendências são os originais de fábrica, do Criador. Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz. (Rm 8:6). Em Cristo o homem morre para a carne e vive para Deus. De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. (Rm 6:4)
 
Contudo, no texto selecionado, o Apóstolo Paulo, inspirado pelo Espírito Santo, fala com supostos crentes, com supostos cristãos, com membros da igreja de Roma. E tece algumas afirmações que, se analisadas com responsabilidade, poderão nos livrar de grande condenação e embaraço. Vejamos:
 
I - OS QUE ESTÃO NA CARNE
 
Diz Paulo que os que estão na carne não podem agradar a Deus. Os incrédulos, os não-regenerados são, por natureza, carnais, chamados de homens naturais. Haveria no seio da igreja de Roma e das igrejas do Senhor crentes carnais?
 
Infelizmente sim. Há pessoas que, conquanto partícipes do mesmo pão e do mesmo vinho, que comungam da mesma fé e se identificam como cristãs, vivem na carne de forma voluntária e contínua. Há muito não exibem a fé que os levou à igreja. Há muito deixaram aquele entusiasmo inicial e tornaram-se coniventes e permissivos com a sua própria vida carnal. Deixaram-se iludir com a falsidade e a nulidade de uma vida sem Cristo. Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. (1Jo 2:15)
 
O próprio Paulo falava sobre isso quando discorria sobre a Ceia do Senhor: De sorte que, quando vos ajuntais num lugar, não é para comer a ceia do Senhor. (1Co 11:20). Sobre o trato uns para com os outros, disse: Se vós, porém, vos mordeis e devorais uns aos outros, vede não vos consumais também uns aos outros. (Gl 5:15). Sobre fazer-se escravo do pecado, afirmou: Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça? (Rm 6:16)
 
Paulo fala que há pessoas que, em determinado momento da vida cristã, podem estar iludidas com o pecado, enganadas, embaraçadas. Para estas armadilhas só há um remédio: arrependimento e volta! Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, (Hb 12:1)
 

II - OS QUE ESTÃO NO ESPÍRITO
 
Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal
não é dele. (Rm 8:9)
 
Paulo usa de uma condicional irônica para confrontar o comportamento de crentes carnais: "se é que o Espírito de Deus habita em vós". E por que faz isso? Porque a presença do Espírito Santo no coração de um crente torna-o diferente dos mundanos naturais e carnais
 
O Espírito Santo, ao regenerar o crente, torna-o diferente. Muda-lhe as vontades. Entroniza Cristo. Produz em seu caráter e temperamento o maravilhoso fruto de sua existência presente: Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, domínio próprio. (Gl 5:22). Assim como é natural uma laranjeira dar laranjas e um sabiá cantar o canto desta raça de aves, assim é natural ao crente (e se é crente tem o Espírito Santo!) a agir como um crente.
 
Há sintomas que se apresentam na vida de um crente verdadeiro e que tornam-no diferente dos inconversos. Para exemplificar, quero lembrar a parábola, contada por Cristo, sobre os dois filhos de um homem, que os convocou para trabalharem em sua vinha. Diz Jesus: Mas, que vos parece? Um homem tinha dois filhos, e, dirigindo-se ao primeiro, disse: Filho, vai trabalhar hoje na minha vinha. Ele, porém, respondendo, disse: Não quero. Mas depois, arrependendo-se, foi. (Mt 21:28-29)
 
O primeiro filho ostentou um interesse em atender ao pai, que não se confirmou com a prática. Disse que iria ajudá-lo, falou bonito, foi educado. Mas nem foi e, ao que parece, nem importou-se com isto. O segundo, diferentemente, demonstrou falta de submissão momentânea. Porém, incomodado com essa desobediência, não conseguiu suportar a consciência pesada e acabou por render-se ao querer paterno.
 
Aqui encontra-se a descrição do homem que tem o Espírito de Deus e do que não tem. O que tem pode até manifestar alguma desobediência e rebeldia momentânea. Porém, por ter o Espírito Santo, sente-se incomodado, o coração entristece-se (porque o Espírito entristeceu-se dentro dele) e caminha em busca do perdão, da comunhão e do serviço. Ele pode até agir momentaneamente como um filho pródigo, mas é filho e regressa ao lar paterno. Ah, como é diferente a vida de quem realmente é convertido! Ele não precisa ser forçado a ir à igreja, a ofertar na obra do Senhor, a perdoar os seus agressores, a testemunhar de sua fé, a construir a casa sobre a Rocha ou a ler a Bíblia e orar. Ele necessita disto e não é feliz sem trilhar por esse caminho! Pode até cair, mas levanta e segue no caminho de Deus!
 
III - CRISTÃOS SEM O ESPÍRITO
 
"Mas se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele. (Rm 8:9). É como se o texto dissesse: quem não age como cristão não é cristão, ou quem não tem interesse real pelas coisas de Deus não é de Deus.
 
Infelizmente as igrejas cristãs de hoje foram invadidas pelo falso evangelho. O "espírito de Laodicéia" tomou conta das congregações. No mundo pentecostal o chamado "fogo estranho" está caindo nas congregações, abrilhantando o "reteté de Jesus". No mundo conservador o espírito "empresarial e de pirâmide" tomou conta das grandes igrejas, implantando sistemas de prêmios, de crescimento, de produção, de projeção ministerial, sem dar valor algum à doutrina, à consagração, à oração e à piedade. "Moda gospel", "mundo gospel", "celebridade gospel", "pastor gospel" substituem os crentes do Senhor que proclamavam a Palavra, que combatiam o pecado, que intercediam em oração e que ensinavam a Bíblia. As igrejas tornaram-se "reality show", com câmeras à porta dos cultos entrevistando os partícipes e com pirotecnia nos altares idólatras. Não há mais a celebração do Senhor, mas a auto-celebração da prosperidade pessoal.
 
Em igrejas que ainda mantém-se fiéis, quantos crentes frios e vacilantes, que não vivem o que pregam, que não têm ânimo para nada! Em datas de festejos o povo madruga e vai em massa; mas em datas de consagração trazem as mais esdrúxulas desculpas. Igrejas têm abolido os cultos dominicais matutinos por falta de cooperação; agora até os cultos da semana estão se tornando raros, pois os crentes estão muito ocupados, muito estudiosos, muito congestionados no trânsito. "Estamos ricos e abastados". Pastores que ainda amam a Palavra de Deus sofrem, choram, penam, sentem-se tentados a abandonarem os seus postos, pois ao invés de frutos as suas vinhas só dão folhas (ou desculpas)! Seus púlpitos iluminam-se com a sã Palavra, mas os ouvintes (e que tristeza ao constatarem isso!) não absorvem quase nada! Se não fossem os poucos joelhos que ainda se dobram ao Senhor, tais líderes sucumbiriam por completo desânimo no trabalho com esta perversa geração!
 
CONCLUSÃO
 
Você tem o Espírito Santo? Tem interesse na Obra de Deus? Interessa-se pela leitura de sua bíblia? Gasta tempo em oração? Sente-se mal quando não fala de Cristo? Mantém-se responsável pelas tarefas que o Senhor lhe deu na igreja? Consagra a sua oferta no trabalho de Deus, cosciente de que é responsável em repartir e sustentar o Reino? Incomoda-se com o pecado que tenazmente lhe assedia? Sente paixão pelas almas? Faz o possível e o impossível para estar na Casa do Senhor ou nos cultos de sua igreja? Não consegue viver na prática do pecado, pois a consciência dói? Então tenho boas notícias: você tem o Espírito Santo! Somente alguém convertido importa-se com a vontade de Deus! Se, ao ler este texto, estiver fora da comunhão com o Senhor, fora da igreja ou mantendo-se em rebelião, volte-se para Deus! O flho rebelde, arrependido, foi à vinha e o pai o recebeu com alegria! Volte!
 
O que leu aqui não lhe interessou? Sente-se bem com a vida que leva, longe da consagração e da fé? Ostenta um título de cristão ou crente e não se sente devedor a Deus? Vai à igreja no dia em que quer, quando lhe sobra uma horinha, doa os restos financeiros que sobraram e jamais entra no assunto da fé com os seus amigos sem qualquer problema de consciência? Sua bíblia está nova há três anos e você nunca a abriu para lê-la sozinho? Não sabe o que é orar no quarto fechado ou buscar a Deus fora de um culto público? Mantém uma vida dupla, sendo uma coisa na igreja e outra fora da mesma? Então tenho péssimas notícias para você: o Espírito Santo não mora em seu coração. Você não está salvo. Se morrer hoje irá para o Inferno, mesmo sendo membro de uma igreja. Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. (1Jo 2:15). Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus. (Rm 8:8). Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? (Mt 7:16); Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. (Gl 6:7)
 
Ainda há tempo! Converta-se a Cristo! Renda-se, arrependa-se e receba a vida eterna, o perdão dos pecados e a presença do Espírito Santo em você! A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. (Rm 10:9); Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. (2Co 5:17); E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos. (Tg 1:22)
 
Pr. Wagner Antonio de Araújo
Igreja Batista Boas Novas do Rodoanel em Carapicuíba, São Paulo, Brasil
mensagem pregada em 21/09/2016
 
obs: Conquanto pastor de uma pequenina igreja, prego para uma audiência mais pequenina ainda nos cultos do meio de semana. Conheço quem não pode vir. E também sei de quem não tem qualquer interesse espiritual nas coisas do Senhor. Bendito seja Deus pela meia dúzia de crentes que não deixam o culto do meio de semana acabar! Pr. Wagner Antonio de Araújo

IBBNR - 22/09/2016 - QUASE NO DIA DO YAKISSOBA

 IBBNR - 22/09/2016 - QUASE NO DIA DO YAKISSOBA

São Paulo, 22 de setembro de 2016

Olá, amigos da Boas Novas do Rodoanel.

Como eu disse: se este informativo não lhe interessar, nem leia. Delete-o.

Porém, se acompanha com amor a nossa saga, obrigado e que Deus lhe
recompense o carinho e a atenção!

Desejávamos 150 refeições trocadas por ofertas de R$20,00. Até o momento só
atingimos 82. Não teremos o esperado montante ao final.

Não tivemos ofertas depositadas para a continuidade de nossa construção.

Tivemos R$20,00 e R$50,00, ofertados como para o yakissoba, de irmãos que
não o encomendaram. Acrescerão a oferta quando for contabilizada. Muito
obrigado pelo carinho!

Todos os ingredientes da refeição serão doados pelos membros da igreja. Não
tem sido fácil, mas é um privilégio entregar tudo nas mãos do Senhor.

Lidamos com centenas de reais. Não sabemos o que são milhares de reais, tão
comuns em outras congregações. As dificuldades de uma pequenina igreja
fazem-nos dar graças mesmo por um centavo ofertado. E em breve, mercê de
Deus, haveremos de ter os recursos indispensáveis.

Tínhamos R$1.974,00 armazenados para a rampa. O caixa vazio, entretanto, e
prestações de tintas e outros materiais usados no gabinete, exigem parte
destes recursos. Momentos difíceis. Mas o Senhor nos dará forças para
suportá-los.

Muito obrigado pelo carinho de sempre.

E apenas uma observação: Não desistimos. Continuamos firmes. O Senhor nos
fortalece.

Deus abençoe a todos.

Pr. Wagner Antonio de Araújo

Pr. Wagner Antonio de Araújo
PARA CONTRIBUIR:
BANCO BRADESCO (237)
AGÊNCIA RIO PEQUENO - URBANA SP - 2207-1
CONTA CORRENTE 16627-8
IGREJA BATISTA BOAS NOVAS
CNPJ DA IGREJA 04641377-0001/80
(obs: quando um DOC de outro banco for feito, a agência não tem dígito e a
conta corrente não precisa de hífem).

2a. OPÇÃO - PARA QUEM SÓ TEM ACESSO AO BANCO DO BRASIL
(SE USAR ESTE MEIO, ENVIE UM E-MAIL NOTIFICANDO DATA E VALOR)
BANCO DO BRASIL (001)
AGÊNCIA 4393-1
CONTA CORRENTE 83.496-3
ELAINE OKADA DE FARIAS

Uma nova modalidade de contribuição: IBAN (através de Western Union):
BR986 0746 94800 42200 0040 8883 C1
em meu nome (Wagner Antonio de Araújo)

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

21/09/2016 - DIFÍCIL, MAS NÃO IMPOSSÍVEL - IBBNR

21/09/2016 - DIFÍCIL, MAS NÃO IMPOSSÍVEL - IBBNR

21 de setembro de 2016

Prezados amigos, leitores, familiares e irmãos em Cristo

Poucos pedidos de marmitas de yakissoba.

Nenhuma oferta nestes dias.

Aguardamos no Senhor.

A obra que temos segue parada, aguardando o montante necessário. O gabinete
pastoral está quase pronto. Aguardamos os recursos para o contrapiso e a
rampa. Estamos com muito pouco.

Não desistimos. Estamos aguardando.

Muito obrigado.

Pr. Wagner Antonio de Araújo

Pr. Wagner Antonio de Araújo
PARA CONTRIBUIR:
BANCO BRADESCO (237)
AGÊNCIA RIO PEQUENO - URBANA SP - 2207-1
CONTA CORRENTE 16627-8
IGREJA BATISTA BOAS NOVAS
CNPJ DA IGREJA 04641377-0001/80
(obs: quando um DOC de outro banco for feito, a agência não tem dígito e a
conta corrente não precisa de hífem).

2a. OPÇÃO - PARA QUEM SÓ TEM ACESSO AO BANCO DO BRASIL
(SE USAR ESTE MEIO, ENVIE UM E-MAIL NOTIFICANDO DATA E VALOR)
BANCO DO BRASIL (001)
AGÊNCIA 4393-1
CONTA CORRENTE 83.496-3
ELAINE OKADA DE FARIAS

Uma nova modalidade de contribuição: IBAN (através de Western Union):
BR986 0746 94800 42200 0040 8883 C1
em meu nome (Wagner Antonio de Araújo)



terça-feira, 20 de setembro de 2016

memórias literárias - 364 - BOM É LOUVAR AO SENHOR

BOM
É LOUVAR AO
SENHOR!
364
Bom é louvar ao Senhor, e cantar louvores ao teu nome, ó Altíssimo; (Sl 92:1)
Para de manhã anunciar a tua benignidade, e todas as noites a tua fidelidade; (Sl 92:2)
 
INTRODUÇÃO
 
Bom é louvar ao Senhor! De fato o salmista tem toda razão: não há coisa melhor do que louvarmos ao nosso Criador. Conta-se que um ateu, inimigo de qualquer crença ou crendice, resolvera criar o seu filho na floresta, junto com ele, sem nenhuma influência ou informação religiosa. Quando o menino completou os seus dez anos, desapareceu de casa logo pela manhã. Desesperado, o pai correu em busca do seu menino. Foi encontrá-lo sentado numa pedra, num mirante muito lindo, bem no alto da montanha. O pai, desesperado, quis saber porque o menino desaparecera dessa forma. Sua resposta não poderia ter sido mais desanimadora para o pai: "Papai, eu vim agradecer a quem me criou, pois hoje completo dez anos e sou grato por existir! Deve haver alguém que nos criou e, com certeza, deve me ouvir. Então eu vim agradecer-lhe!" Por mais que o pai tentasse - e tentou!, não poderia ocultar da alma do seu filho a necessidade de um criador e de um Deus existente. Há um vazio no coração de todo homem, que só pode ser preenchido pela comunhão com o seu criador.
 
O texto diz que é bom louvar ao Senhor. Diz que é bom cantar louvores ao nome do Criador. Infelizmente nós perdemos muito tempo com lamúrias, com afazeres diversos, com lamentos e com coisas que não satisfazem. O homem quotidiano, conectado às redes sociais e às mídias imediatas, acompanha a história como se acompanha uma novela ou um seriado; a cada dia há a esperança de uma solução e a cada noite uma questão insolúvel. O resultado: vivemos ansiosos, insatisfeitos, sempre aguardando um capítulo decisivo que nunca chega, pois os desafios crescem, se sucedem, se ampliam.
 
O texto nos fala sobre dois momentos preciosos onde devemos louvar ao Senhor e cantar louvores ao nome dEle:
 
I - LOUVAR A DEUS PELA MANHÃ
 
O texto diz que é bom, pela manhã, anunciar a benignidade do Senhor. E tem razão: se nós acordamos para um novo dia, se pudemos enxergar, respirar, tomar o nosso café (pequeno almoço), ter as roupas limpas, sair para trabalhar ou estudar, se pudemos ter pernas que funcionassem e corpo adequado, é porque a benignidade de Deus nos alcançou de forma maravilhosa!
 
Pela manhã devemos nos lembrar das benditas declarações bíblicas sobre o Senhor: Ele é justo, é fiel, é benigno, é pai, é misericordioso, é reto, é puro, é iluminado, é galardoador, é protetor, é conselheiro, é pacificador, é capaz, é presente. Quantas declarações podemos fazer ao nosso Deus logo pela manhã! Exaltá-Lo, glorificá-Lo, manifestar a nossa absoluta confiança em Seus planos e propósitos para conosco! Deus se agrada daqueles que O buscam logo pela manhã, confessando serem dependentes de Sua graça e absolutamente crentes em Sua sabedoria!
 
II - LOUVAR A DEUS AO FIM DO DIA
 
Quando o dia termina, quando tomamos o nosso banho, colocamos o nosso pijama e nos recolhemos no nosso leito, é a hora de declarar ao Senhor o quanto Ele foi fiel, o quanto é fiel e o quanto sempre será fiel. Deus é fiel. Fiel e justo, pois nos trata com misericórdia e também com o rigor de pai amoroso. Ele nos repreende e castiga quando somos merecedores disto. Mas também nos abençoa quando percebe em nós amor e fidelidade. Ele dirigiu os nossos passos, protegeu a nossa vida, preservou a nossa saúde, permitiu o nosso trabalho, deu-nos sabedoria nos estudos, fortaleceu os nossos braços no serviço, proveu encontros e desencontros, fez de nós pessoas abençoadas!
 
O final do dia é um momento precioso para louvá-Lo e engrandecê-Lo por tudo o que Ele é. Somos seres ingratos e, infelizmente, muitas vezes o somos para com Deus também. Quando Jesus curou dez leprosos, apenas um voltou para agradecer. Reclamamos dos nove, mas, muitas vezes, agimos como eles. Quantas orações fizemos ao Senhor, questões simples e rapidamente respondidas, e nem sequer manifestamos a nossa sincera gratidão! Quantas vezes fomos preservados de acidentes de trânsito, de situações de risco, de problemas maiores, e não fomos capazes de dizer a Deus "muito obrigado!". A oração noturna nos ajuda a revisar ponto por ponto e dizer ao Senhor: graças te damos por Tua fidelidade!
 
CONCLUSÃO
 
Aquele que ama a Deus em sinceridade de coração vive a realidade de buscá-Lo, louvá-Lo e engrandecê-Lo sempre! Ao invés de reclamar, de lamuriar, de lamentar-se pelos problemas ou pelas faltas detectadas na vida, o crente acha melhor e muito mais edificante louvar o nome do Senhor e cantar louvores ao Seu Santo nome. O louvor liberta, o louvor transforma, o louvor edifica! O celular do crente deve estar carregado de hinos edificantes, não de bobagens que exaltem o ego, mas de declarações preciosas do quanto o Senhor é maravilhoso!
 
Temos a vida muito ocupada com os afazeres, com as responsabilidades profissionais, familiares, eclesiásticas etc. Mas a manhã e a noite de cada dia devem ser consagradas à busca intensa do Senhor, louvando-O e agradecendo-O por ser quem é e por estar presente a todo instante. Uma vida de louvores e de agradecimentos ao Senhor transforma a estrada cinzenta e seca numa alameda arborizada e florida! Os desertos florescem e as fontes secas vertem águas vivas! Ele transforma o pranto em folguedo e aformoseia o nosso rosto!
 
BOM É LOUVAR AO SENHOR!
 
Wagner Antonio de Araújo
Mensagem pregada em 14/09/2016 na
Igreja Batista Boas Novas do Rodoanel em Carapicuíba, São Paulo, Brasil

 

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

memórias literárias - 363 - ESPERE!

ESPERE!
 
363
 
Esperei com paciência no Senhor, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor. (Sl 40:1)
 
INTRODUÇÃO
 
Inúmeras vezes ouvimos sermões, lemos textos e fomos edificados com este precioso versículo. "Esperei com paciência/confiantemente pelo Senhor, e Ele se inclinou para mim". Quantas vezes destacamos que Ele ouviu, Ele atendeu, Ele socorreu! É maravilhoso saber que temos um Deus Todo-Poderoso, que ouve as súplicas dos que O buscam!
 
PORÉM, em igual medida, destaco que raramente ouvimos alguma mensagem sobre a primeira parte deste texto: "ESPEREI". Nós não gostamos de esperar! Não está em nós o ter paciência. Somos imediatistas e carecemos de respostas rápidas a questões em aberto!
 
Temos na Bíblia retratos muito tristes de gente sem paciência também.
 
Cito aqui o povo hebreu, recém-saído do Egito, ao pé do Monte Sinai, esperando por Moisés, que subira para falar com Deus. O monte fumegava. O povo recebera a ordem de aguardar a volta do libertador. Mas o tempo passava e Moisés não regressava. As horas corriam, os dias se adiantavam e, em determinado momento a inquietude provocou uma reação. O povo correu a Arão, irmão de Moisés, pedindo que lhes fizesse um ídolo para ser adorado. Eles não aguentavam mais esperar. Arão fez um bezerro de ouro com o material doado e eles celebraram esse falso deus com cultos de promiscuidade e de libertinagem sexual, proclamando a alegria efêmera de um libertador falso. Moisés, após quarenta dias, descera do monte. Ao encontrar o povo neste carnaval maldito, quebrou as tábuas da Lei que trazia nas mãos, queimou o bezerro, deu-lhes de beber e viu milhares cairem mortos em consequência do pecado.
 
Lembro-me aqui também do Rei Saul. Escolhido por Deus para governar o rebelde povo de Israel (que renunciara ao império divino por um imperador humano), recebeu uma ordem do profeta Samuel: aguardá-lo para um sacrifício. Sete dias foi o prazo. O povo estava inquieto e Saul sentia essa pressão. No sétimo dia, impaciente, fez ele mesmo tais sacrifícios. Ao terminar viu Samuel chegar. Este, estupefato pela atitude impensada deste rei impaciente, declarou-lhe que acabara de perder o seu império.
 
Também vêm à memória o caso do profeta velho. Um homem de Deus oriundo de Judá trouxe uma dura mensagem ao rei. O profeta velho, morador de Israel, soube e mandou chamar este homem. À princípio recusou-se a ir, pois Deus o proibira de fazer paradas ou saudações. Mas o velho profeta iludiu-o, dizendo que Deus também lhe tinha dito para trocar as ordens. O homem de Deus foi. Na mesa, enquanto comia, o velho profeta declarou-lhe que Deus o castigaria por ter desobedecido à ordem original. Ao sair da casa um animal o abateu. O homem de Deus não teve nem paciência e nem sabedoria para concluir que Deus não muda os Seus decretos!
 
Na vida comum temos artifícios para driblar a impaciência da espera. Enquanto aguardamos o dentista ou o médico chamar-nos para a consulta, deparamo-nos com diversas revistas de banalidades, expostas numa mesinha, com a finalidade de entreter-nos nesta espera. Alguns de nós usamos o telefone celular para uma diversão momentânea: um joguinho, um site de notícias, alguma prosa sem seriedade com um amigo "on-line". Nem sempre esses subterfúgios satisfazem a nossa impaciência, mas é assim que nos arranjamos diante do tempo livre. O vácuo e a inatividade enquanto esperamos é tremendamente ruim.
 
O texto diz que o salmista ESPEROU. Nós também temos que esperar até que o clamor seja atendido. Algumas vezes a resposta é rápida, imediata. Outras, mais demoradas, leva dias. Outras então, levam quase toda a vida, ou a vida toda mesmo. O que faremos enquanto não somos ouvidos em nosso clamor, em nosso pedido? Sentar-nos-emos numa pedra a reclamar da vida? Deixaremos a semente apodrecer no paiol sem ser semeada? Permitiremos que o mato invada o quintal? Manter-nos-emos inertes, apequenados, sem nada fazer?
 
Quero sugerir três atitudes para desenvolvermos enquanto esperamos com paciência no Senhor, três ações que não apenas ocuparão o nosso tempo, como trarão da parte do Senhor grande alegria e satisfação, segundo o que lemos nas Escrituras Sagradas.
 
I - SERVIR
 
Enquanto esperamos no Senhor devemos servi-Lo! Bem-aventurado aquele servo que o seu senhor, quando vier, achar servindo assim. (Mt 24:46).  É isto que Deus espera de nós. que O sirvamos em amor, em inteira dedicação, com toda a força do nosso coração. Deus quer que venhamos a dar o melhor de nós. Quer que usemos os nossos dons e talentos, dados por Ele, na edificação de Sua igreja, no uso comum do serviço do Reino, no amor ao próximo, na mantença de nossa família e na propagação da mensagem de Cristo. Ninguém nos obrigou a sermos Seus servos. Mas, se somos servos, somos também responsáveis e devemos estar cientes das consequências de uma vida cristã fictícia, sem serviço. E o servo que soube a vontade do seu senhor, e não se aprontou, nem fez conforme a sua vontade, será castigado com muitos açoites; (Lc 12:47). Deus é amoroso e justo, não apenas amoroso. Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te. (Ap 3:19)
 
II - TESTEMUNHAR
 
Enquanto esperamos no Senhor devemos testemunhar de nossa fé! O Apóstolo Paulo aproveitava as suas constantes prisões para proclamar a mensagem de Cristo. O Apóstolo Pedro idem. E assim, em toda a história da igreja cristã vemos os cristãos semeando a palavra do Senhor por onde passavam. Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho! (1Co 9:16). Quando vivemos o chamado "primeiro amor" não ousamos deixar uma única pessoa sem receber uma mensagem do Senhor por nosso intermédio, seja através da palavra, de um folheto, de uma bíblia presenteada etc. Com o abandono do primeiro amor e o consequente esfriamento da fé, deixamos isso para quase nunca. É necessário regressarmos ao primeiro amor e testemunharmos da fé onde estivermos. Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. (2Tm 4:2). Testemunhar em todo o tempo, o tempo todo: esse é o ideal na vida de quem espera no Senhor!
 
III - GLORIFICAR
 
Ah, como lamentamos por uma resposta que nunca chega! Somos ávidos em reclamar, em termos dó de nós mesmos, em remoer o quanto estamos sofrendo! Acontece que, além de agredir o Senhor com a nossa lamúra nós somos muito injustos: há muitos outros que sofrem muito mais do que nós. Por mais difíceis que sejam os nossos dias podemos ter certeza de que outros sofreram e sofrem muito mais: o menino que teve a mãe falecida na hora do parto; o adolescente tetraplégico que nunca saiu do hospital; o pai de família que viu os filhos e a esposa serem mortos diante de seus próprios olhos; o idoso que definha tristemente com uma doença gravíssima e sem ninguém que por ele se importe. Não, meus amigos, podemos ter um par de sapatos modesto, mas há os que não têm pés. Por isso devemos glorificar a Deus pelo que Ele tem reservado para cada um de nós! Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. (1Ts 5:18). Por muito tempo dei graças por ser solteiro e por não ter filhos, mesmo sonhando com esta bênção um dia. Eu seguiria até o fim bendizendo a Deus sem isto, mas aprouve ao Senhor dar-me o que eu desejava e hoje não me arrependo de tê-Lo agradecido quando ainda esperava! Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho. (Fp 4:11). Quem aprende a esperar e ser feliz sem ter o que deseja, será muito mais feliz caso receba o que busca da forma como pediu. E se receber diferente também celebrará com alegria.
 
O Espírito Santo alegra-se ao ver um crente que glorifica a Deus não pelo que Ele lhe dá, mas por ser quem é! Aquele que louva ao Abençoador por ser maravilhoso, e não por ter dado bênçãos, agrada muito mais e alcança o coração de Deus!
 
CONCLUSÃO
 
ESPERAR. Algo que não está em nós, algo que é custoso, é enfadonho, traz sofrimento. Mas, no decurso de nossa vida, muito necessário. Ajuda-nos a amadurecer, a avaliar os nossos pedidos, a não sermos arrogantes, a termos compaixão de quem também espera e não recebe.
 
ESPERAR. Sem desistir e buscando produzir, servir, testemunhar, glorificar. Não é uma espera obtusa, vazia, seca, sem sentido. É uma espera feliz de quem crê e satisfeita porque acredita que Deus é sábio o tempo todo e soberano sobre todas as coisas. E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.
 
Vamos esperar de forma sábia? Vamos ser operosos enquanto esperamos? Que Deus a todos abençoe.
 
Pr. Wagner Antonio de Araújo
mensagem pregada em 18 de setembro de 2016 na
Igreja Batista Boas Novas do Rodoanel em Carapicuíba, São Paulo, Brasil

19/09/2016 - AVANTE VAMOS - IBBNR

19/09/2016 - AVANTE VAMOS - IBBNR

19 de setembro de 2016

1) Adquirimos 2 poltronas para o gabinete pastoral e enviaremos duas outras,
particulares, para compor a sala de reuniões dentro do gabinete. Aleluia!
Ah, sim, tudo totalmente pago.
2) Aquirimos um pequeno guarda-roupa para o aposento anexo, será entregue
dia 22 e montado dia 24. Aleluia! Também pago.
3) A impressora que a irmã doadora dos materiais mobiliários nos doou está
em pleno funcionamento e na terça-feira já será inaugurada. Aleluia!
4) O gabinete pastoral já está em uso e algumas reuniões foram nele feitas.
Aleluia!
As verbas aqui utilizadas são as que estavam reservadas para isso.
Bendizemos a Deus por seguirmos a norma bíblica: "A ninguém devais coisa
alguma". Quando temos, compramos. Quando não temos, esperamos.

CAMPANHA DO YAKISSOBA

1) Nosso alvo: 150 marmitas a R$20,00.
2) Nossa realidade até agora: 48 marmitas.
3) Igrejas co-irmãs foram convidadas a participar. Apenas duas responderam
favoravelmente. Bendito seja Deus.
4) Pessoas em particular também podem contribuir. As marmitas ficarão
prontas até 11 horas do domingo 25/09/2016.
5) QUEM NÃO ESTÁ EM SÃO PAULO E QUER AJUDAR - Poderá doar uma marmita a 20
reais, que não será preparada, entrará integralmente como oferta. Veja as
contas ao final deste e-mail.

A NOSSA CAMPANHA

SALDO EM 15/09/2016
SALDO ATUAL: R$ 439,85
ALVO PARA OUTUBRO DE 2015: R$ 13.500,00
VALOR QUE COMPLETARÁ ESTE ALVO: R$ 13.060,15

OFERTAS

19/09/2016 - R$374,00 - Pr. CJ/PORTUGAL - Com tanto amor em seu coração,
enviou-nos sua contribuição. Muito obrigado!
19/09/2016 - R$100,00 - Digená, da IBVila Pompéia - com amor dedicou-nos sua
oferta. Muito obrigado!
---------------
R$ 474,00 - TOTAL DE OFERTAS

SALDO EM 19/09/2016 - R$ 913,85
ALVO PARA OUTUBRO DE 2015: R$ 13.500,00
VALOR QUE FALTA PARA COMPLETAR O ALVO: R$ 12.586,15

VALOR RESERVADO PARA A RAMPA: R$ 1.974,00
VALOR QUE FALTA PARA ALCANÇAR OS R$10.000,00 DA RAMPA: R$ 8.026,00

AVANTE VAMOS!

Orem por nós. E, em sendo possível, ajudem-nos! Continuamos no aguardo da
graça de Deus.

Obrigado.

Pr. Wagner Antonio de Araújo
PARA CONTRIBUIR:
BANCO BRADESCO (237)
AGÊNCIA RIO PEQUENO - URBANA SP - 2207-1
CONTA CORRENTE 16627-8
IGREJA BATISTA BOAS NOVAS
CNPJ DA IGREJA 04641377-0001/80
(obs: quando um DOC de outro banco for feito, a agência não tem dígito e a
conta corrente não precisa de hífem).

2a. OPÇÃO - PARA QUEM SÓ TEM ACESSO AO BANCO DO BRASIL
(SE USAR ESTE MEIO, ENVIE UM E-MAIL NOTIFICANDO DATA E VALOR)
BANCO DO BRASIL (001)
AGÊNCIA 4393-1
CONTA CORRENTE 83.496-3
ELAINE OKADA DE FARIAS

Uma nova modalidade de contribuição: IBAN (através de Western Union):
BR986 0746 94800 42200 0040 8883 C1
em meu nome (Wagner Antonio de Araújo)

sábado, 17 de setembro de 2016

memórias literárias - 362 - AMOR VOLUNTÁRIO

AMOR VOLUNTÁRIO


AMOR
VOLUNTÁRIO
 
362
Minha filha de um ano e um mês, Rute Cristina, tem reações súbitas que me trazem grande contentamento. Duas delas aconteceram ontem.
 
Ao ser colocada pela mãe sobre mim, que dormia na minha "poltrona do papai", ao invés de chorar e pedir colo novamente, sorriu, gritou e "papai!", vindo abraçar-me.
 
A segunda foi na sala, quando nos preparávamos para a oração final antes de nos deitarmos. Ela, que brincava com seus bonequinhos, levantou-se, correu até onde eu estava, abraçou-se às minhas pernas e novamente gritou "papaiii", sorrindo e tirando um par de lágrimas deste pai chorão.
 
Fomos deitar. E Elaine, que afirma sermos nós, os pastores, munidos de uma visão de mundo diferente, no sentido de buscar aplicações do quotidiano para a vida cristã, saiu-se com esta pérola:
 
- "Sabe, lindo (ela me chama de lindo...), eu creio que esta é uma das razões porque Deus nos oferece a salvação, sem impô-la. Se você tomasse a Rute no colo, obrigando-a a lhe abraçar, forçando-a a chamar-lhe de papai, poderia até conseguir, mas não lhe daria o prazer e a satisfação que sentiu ao recebê-la voluntariamente. Eu creio que é por isso que Deus espera ser adorado e fica feliz quando voluntariamente nos oferecemos a Ele."
 
A profundidade desta meditação deixou-me atônito e feliz. Atônito porque, diferentemente do que ela costuma afirmar, não são só os pastores que têm a aplicabilidade das coisas da vida em questões de fé. Todos os crentes podem ter. E ela o teve de forma muito especial. Feliz, porque me fez valorizar muito a bênção do convite do Senhor, e não apenas conceitos ditos calvinistas de salvação predestinada. Jamais saberemos o limite entre a soberania de um Deus que não pode ser manipulado por nossos atos e da liberdade que Ele nos concede em buscá-lo de boa vontade. Ele quer ser adorado, mas deseja que os homens que O amam optem por isto.
 
Pensei nas vezes em que pude buscá-lo nas madrugadas, onde cantei-lhe na solitude da sala ou do quarto, nas vezes em que desejei estar em Sua presença. Ele não obrigou-me a isto. Ele não determinou essa atitude como se apertasse um botão fatalista. Conquanto Sua ciência e Sua soberania me chamem de forma irresistível (e não posso negar esta realidade), trazer-me aos Seus pés em adoração e em comunhão são coisas que Ele espera voluntariamente de mim (ainda que o conflito dos dois conceitos seja real). Eu creio que quando eu me dirijo voluntariamente a Ele, dizendo: "Aba, Pai", o Seu prazer é semelhante ao meu, ao ver minha pequenina Rute trocar seus brinquedinhos ou o colo gostoso de sua mamãe por um mimo gracioso para comigo. Como fico satisfeito! Tomá-la à força, abraçá-la sem que pudesse sair ser-me-ia fácil; porém, não me traria o gosto de ter sido escolhido naquele momento ímpar. E como fico feliz!
 
Tal meditação de Elaine trouxe-me luz a textos que, doutra forma, acabam por não manifestar o seu dourado sabor:
 
Porque qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, mas, qualquer que perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, esse a salvará. (Mc 8:35)
 
Porque assim diz o Senhor Deus, o Santo de Israel: Voltando e descansando sereis salvos; no sossego e na confiança estaria a vossa força, mas não quisestes. (Is 30:15)
 
Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste! (Mt 23:37)
 
E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida. (Ap 22:17)
 
Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. (Mt 11:28)
 
Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência, (Dt 30:19)
 
Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao SENHOR, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao SENHOR. (Js 24:15)
 
Bendito seja Deus pelas vontades (geradas pelo Senhor) em nosso coração, para adorá-Lo, e pela devida correspondência nossa em voluntariamente correr aos Seus pés!
 
Aleluia!
 
Wagner Antonio de Araújo

17/09/2016